Dez coisas que a Faculdade de Odontologia não ensina
Posted by

Dez coisas que a Faculdade de Odontologia não ensina

1. A Odontologia é uma profissão próspera. Prosperidade não é característica de uma ou de outra profissão, mas o resultado de enxergar sua atividade como uma experiência com infinitas possibilidades e vivenciá-la como tal. A Odontologia não está num beco e muito menos sem saída. Um olhar escasso leva a resultados abaixo do esperado, em qualquer tipo de atividade.

2. Você não precisa de uma especialização para ter sucesso. Existem “cases” de sucesso tanto de clínicos gerais como de especialistas, portanto os dois têm igual potencial de sucesso. Por conta disso, se estiver pensando em investir numa pós-graduação, evite tomar essa decisão baseada apenas na infeliz pergunta: o que está dando dinheiro por aí?“. Se uma especialidade for incrementar os negócios de sua clínica e se você realmente gostar da área então vá em frente.

3. Você não é o centro da sua clínica. Quer ser bem sucedido? Então, ponha no centro a pessoa certa: o seu cliente! Se não tem outra fonte de renda além do seu consultório, então você depende do seu paciente até para comprar a sua cervejinha. Por isso, tenha um bom tapete vermelho para estender quando ele entrar!

4. Os pacientes não são chatos e nem infiéis e quando parecem ser, é porque não receberam o que foi prometido e pelo que pagaram. Aí, eles dão “piti” mesmo! Não muito diferente de nós mesmos quando estamos no papel de consumidores, certo?

5. Os convênios não estão acabando com a Odontologia. Primeiro porque a Odontologia não está acabando, mas apenas se transformando. Depois, porque apenas 16 milhões de brasileiros possuem planos odontológicos, ou seja, existe uma enorme fatia 184.000.000 de pessoas para aqueles colegas não querem trabalhar com convênios. Entretanto, isso nos leva para o próximo item.

6. Trabalhar com convênio dá dinheiro, mas é preciso, primeiro, conhecer o funcionamento desse modelo de negócio para poder transformá-lo em uma atividade lucrativa e até realizadora. Não existem negócios ruins, existem planos de negócios mal feitos e/ou mal executados. Veja também http://atendoconvenios.wordpress.com

7. Dá status ser Dentista. Tudo depende de você. Seja o primeiro a valorizar a profissão não falando mal dela, ou de seus colegas, na frente de seus clientes e amigos. Ao contrário, demonstre sua paixão pela Odontologia. As pessoas gostam de profissionais apaixonados pelo que fazem e o sucesso também.

8. Os Dentistas são unidos. O problema é que ficam esperando pela liderança das entidades de classe e quando isso não acontece vem a frustração. Se a causa for boa, o projeto bem-intencionado e a liderança inspiradora, os Dentistas se unem em torno. E não estou falando de viagens, jogos de futebol e nem de churrascos!

9. Nunca trabalhe sem secretária. Ela é o capital mais valioso de um negócio: o capital humano. Alguns dizem que fica muito caro ter uma, mas sem ela você produz pela metade e se cansa o dobro. Na ponta do lápis, o “preju” é muito maior do que a fria soma salário+encargos.

10. A maior despesa de um consultório é você e não o material odontológico ou o aluguel. Então, controle suas retiradas! Se quiser aumentá-las, aumente a receita proporcionalmente. Se não fizer isso, ocorre o fenômeno da “sangria do negócio”, motivo do insucesso de muitos empreendimentos. Faça um saneamento em suas finanças pessoais para o seu negócio não adoecer. Senão, como diz o Macaco Simão, em sua música Tango de la macacada: tiene que trabajar. para pagar el cartón. Tón-tón-tón tontón.

Autor: Vitor Ribeiro

Fonte: http://www.odontosites.com.br/odonto/dez-coisas-que-a-faculdade-de-odontologia-nao-ensina.html

Comments

0 Comentários desativados em Dez coisas que a Faculdade de Odontologia não ensina 1328 16 junho, 2017 Gestão da Odontologia junho 16, 2017
Avatar

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador

Pesquisa

Cursos

Facebook